Para quem tem uma empregada doméstica ajudando na organização da casa é importante ler estas dicas, a fim de coordenar melhor o trabalho dela. A importância de um bom convívio é tão fundamental quanto o desempenho das tarefas. O grande desafio está em se adequar aos diferentes hábitos e costumes da família sem confundir os papéis.  Por isso, é fundamental que você mostre a ela o que considera como postura e comportamento adequados. Deixe claro cada um dos pontos abaixo:

  • Estabelecer um contrato benfeito e pormenorizado, a fim de facilitar a relação de trabalho.
  • Respeitar os horários de entrada e saída.
  • Respeitar as folgas determinadas.
  • Faltar somente com justificativa; se possível, avisar com antecedência.
  • Estabelecer um trato educado com as pessoas da família: bom-dia/boa-tarde/boa-noite, obrigada/por favor/com licença etc.  E ser gentil sempre; afinal, gentileza gera gentileza.
  • Nunca desrespeitar ninguém e não permitir qualquer falta de respeito com ela.
  • A empregada deve estar sempre atenta às orientações dadas e disposta a cumpri-las – mas isso pode ser alterado diante de alguma situação inesperada.
  • Tratar crianças e animais com delicadeza e paciência.
  • Respeitar as regras da casa de acordo com a rotina, ou seja, agir segundo os hábitos dos moradores, e não conforme os seus.
  • Ter responsabilidade no cumprimento das tarefas, realizando exatamente o que foi combinado com você.
  • Possuir comprometimento com as tarefas: fazer com dedicação e qualidade.
  • Tomar cuidado para não se intrometer em assuntos da família. Cuidado! Bate-papo tem limite!
  • Alertar sobre os limites: tudo o que há na casa não é dela, portanto, é importante não mexer e tirar nada do lugar, por melhor que seja a intenção. Se ela precisar de algo, não se esqueça de orientá-la a pedir antes para você.
  • Priorizar a honestidade: dizer sempre a verdade, por mais difícil que seja, como no caso de alguma coisa quebrar ou se ela tiver que faltar por algum motivo.
  • Estabelecer uma comunicação sobre o trabalho, fundamental para uma boa convivência dentro da casa – incentive-a a sempre tirar dúvidas com você.
  • Não deixar de comunicar o término de produtos importantes para realizar as tarefas de casa, por exemplo, se no dia de lavar roupa acabou o Omo Líquido Super Concentrado.
  • Evitar comentários com pessoas de fora sobre o que acontece no emprego.
  • Dê a dica e faça também a sua parte: bom humor, contato visual e um sorriso nos lábios são atitudes que fazem toda a diferença!
  • Atender a porta, o interfone e o telefone de forma segura e cordial: não dar qualquer tipo de informação (que horas chega, para onde foi, números de celular etc.), falar somente o necessário e certificar-se de que a pessoa está sendo esperada (não permitir a entrada de estranhos).
  • Deixar sempre próximos ao telefone caneta e papel para anotar possíveis recados. Assim, ela poderá transmiti-los de forma completa (com o nome da pessoa e o seu número de telefone) e o mais rápido possível. Oriente-a a nunca dizer que está sozinha em casa e não se exceder no uso do telefone para resolver questões pessoais.

Reforce o quanto atitudes adequadas geram confiança e bom rendimento no trabalho e que a valorização do trabalho da empregada doméstica começa por ela mesma! Se você quiser baixar este módulo, clique na imagem abaixo. Assim, você também poderá imprimi-lo para te acompanhar na organização da casa. :)

 

baixe_pdf