shutterstock_75876067_optimised

Os tecidos das nossas roupas podem ser feitos com fibras naturais (algodão, linho, lã e seda) ou artificiais e sintéticas (poliéster, acrílico, elastano, poliamida, nylon, lycra, viscose, acetato).

Cada tipo tem suas vantagens e suas desvantagens. Veja a seguir algumas delas.

Fibras naturais   

Vantagens

São bem confortáveis, flexíveis, duráveis e resistentes. Além de serem práticas, de toque agradável e deixarem a pele respirar, as fibras naturais não deformam.

Desvantagens

Amassam com facilidade e podem desbotar com o tempo.

Fibras artificiais ou sintéticas

Vantagens

São resistentes, retêm bem as cores − ou seja, desbotam pouco − e têm um toque sedoso. Secam rápido e quase não amassam.

Desvantagens

Por não absorverem a transpiração, podem deixar aquele cheiro desagradável nas peças. Queimam com facilidade e, por isso, devem ser passadas a ferro a baixas temperaturas e sem vapor. E atenção, pois esse tipo de fibra acumula eletricidade estática!

É muito importante olhar sempre as etiquetas que estão nas roupas para saber como lavar, estender, secar e passar. Além disso, você saberá pela etiqueta qual é a composição das fibras da peça.

Algumas dicas:

* Uma peça com maior quantidade de tecido natural é mais fresca e costuma ser mais cara.

* Uma peça com maior quantidade de tecido sintético é mais quente e é vendida, em geral, por preços mais acessíveis.

* Todo tecido que estica tem mais partículas sintéticas.

* Tecidos sintéticos são ótimos para mala de viagem, pois não amassam. Por serem sensíveis ao calor, não use água quente na lavagem. Nesse caso, lave somente com água morna ou fria.

* Tecidos naturais devem ficar em cabides, já que não esticam, para não amassar!

Conhecendo melhor suas roupas, você saberá como cuidar delas para que se mantenham em bom estado por muito tempo! ;)